quarta-feira, 27 de abril de 2011


“A música é meu refúgio. Ela me acalma, me traz paz. Me entende melhor do que eu mesma. Rege meus sentimentos no compasso da orquestra. Cada tecla do piano me transporta para um lugar diferente, e me mantenho ali até o último suspiro do cello. Representa minha raiva em um acorde de guitarra, minha felicidade num sopro de flauta. É o amor em uma serenata de violão e minha tristeza no lamento do violino. Com o coração batendo no ritmo da bateria, a vida transforma-se em música. E minha música torna-se a razão da minha vida.”

Gabriela Zacharias Barreto

Nenhum comentário:

Postar um comentário