quarta-feira, 23 de março de 2011

Amor

Os olhares são intensos, as mãos se completam e a voz é clara.
Ele fecha os dedos e faz menção de quebrar a mesa, antes do impacto ela segura. Ela não acredita mais, ele mostra  a verdadeira crença. A raiva é grande, e toma conta dos dois corpos, mas a simples imaginação da perda, é suficiente para amenizar.
A estrada é longa, os buracos que os fazem cair são profundos. Mas a fortaleza dentro dos dois é tamanha, que um deles acaba estendendo a mão e salvando o que mais acredita. Os lábios juntos, são a prova de que o impossível é possível, os corações já cansados, não suportam mais dor. Mas e o que fazer se os dois corações são um só ?
A dor que um sente, o outro sente, e aquela palavra que está acima deste texto é a prova de que a perfeição não existe. 
Mas e quem disse que é necessário?


Samantha, S.B

Um comentário:

  1. Um anjo caído a minha espera... Não sei explicar o que sinto muito menos o que penso,
    Não sei mais quem eu sou, muito menos quem fui
    Não sei se amo, ou se apenas vivo
    Não sei como posso explicar todas as coisas que vejo,
    Sinto-me cada vez mais distante de mim
    E mais perto do fim.

    ResponderExcluir